Variações locais na riqueza florística em duas ecorregiões de caatinga

Grênivel Mota da Costa, Domingos Cardoso, Luciano Paganucci de Queiroz, Abel Augusto Conceição

Resumo


Resumo
A vegetação de caatinga do nordeste brasileiro ocorre principalmente sobre dois tipos de substrato
principais: sobre solos derivados do embasamento cristalino pré-cambriano e sobre a cobertura arenosa
das bacias sedimentares. Evidências recentes têm demonstrado variações na dinâmica, estrutura e composição
florística da caatinga desses dois macroambientes, o que fundamenta a necessidade de estudos
com enfoque nas diferenças florísticas entre esses diferentes substratos. O presente estudo florístico das
ecorregiões de caatinga, Depressão Sertaneja Meridional e Raso da Catarina, no município de Tucano,
Bahia, é de especial interesse porque neste município ocorrem esses dois substratos em escala geográfica
local, permitindo ampliar o conhecimento sobre a heterogeneidade do Domínio da Caatinga. Neste trabalho
é apresentado um inventário florístico de 14 localidades nestas duas ecorregiões da Caatinga. Em
conjunto, as caatingas amostradas apresentaram uma alta riqueza florística em comparação com outras
áreas no nordeste do Brasil. Foram coletadas 450 espécies, 288 gêneros e 82 famílias. A maior riqueza
em espécies foi das Leguminosae, seguida por Euphorbiaceae. Nas localidades sobre substrato derivado
do embasamento cristalino ocorreram 226 espécies, enquanto nas de substrato arenoso ocorreram 284
espécies. A proporção de espécies em comum entre esses dois tipos de substrato foi de apenas 13%.
Diferenças em composição florística reforçam a hipótese de duas biotas distintas associadas aos dois
principais tipos de substrato, que compõem a vegetação da caatinga.
Palavras-chave: floresta sazonalmente seca, Depressão Sertaneja Meridional, Raso da Catarina, semiárido
brasileiro.


Abstract
The caatinga vegetation of northeastern Brazil occurs mainly in Pre-Cambrian, crystalline-derived
soils and also on sedimentary-basin-derived sandy soils. Recent evidence has shown variations in the
dynamics, structure and floristic composition of the caatinga over these two different edaphic macro-
environments, which justifies the need for studies focusing on different substrates. A floristic study
of the caatinga ecoregions Depressão Sertaneja Meridional and Raso da Catarina in the municipality
of Tucano, Bahia, Brazil, is of special interest because both substrates occur in a local scale, allowing
the opportunity to broaden our knowledge on ecological heterogeneity within the Caatinga biome. In
the current study we carried out a floristic survey of 14 sites distributed throughout the ecoregions of
caatinga in Tucano. We found high species diversity in the caatingas of Tucano when compared to other
areas in northeastern Brazil. A total of 450 species, 288 genera, and 82 families were collected. The
most species rich families are Leguminosae and Euphorbiaceae. There occur 226 species in the sites
on crystalline basement, whereas 284 species were collected in the sandy areas. The ecoregions were
only 13% similar in floristic composition. We found strong differences between the ecoregions with
respect to floristic composition and predominant plant habit as proxy for phytophysiognomy. Overall,
our results reinforce the hypothesis of two distinct biotas that assembly the caatinga dry woodlands.
Key words: Brazilian semiarid, Depressão Sertaneja Meridional, Raso da Catarina, seasonally dry forest.


Palavras-chave


floresta sazonalmente seca, Depressão Sertaneja Meridional, Raso da Catarina, semiárido brasileiro.

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.