Euphorbiaceae na Serra Geral de Licínio de Almeida, Bahia, Brasil

Fernanda Hurbath Pita Brandão, Daniela Santos Carneiro Torres, Nádia Roque

Resumo


Resumo
Euphorbiaceae possui grande representatividade no semiárido nordestino, sendo uma das famílias
consideradas típicas da Caatinga. O objetivo deste estudo foi realizar o levantamento florístico de
Euphorbiaceae na Serra Geral de Licínio de Almeida, incluindo chave de identificação, descrições,
comentários e ilustrações. A área localiza-se na região central da Cadeia do Espinhaço em uma faixa
oeste do município de Licínio de Almeida, sudoeste da Bahia. Foram registradas 51 espécies distribuídas
em 14 gêneros: Croton (23 spp.), Euphorbia (6 spp.), Microstachys (4 spp.), Manihot (3 spp.), Acalypha,
Cnidoscolus, Dalechampia, Sebastiania e Stillingia (2 spp. cada), Alchornea, Astraea, Gymnanthes,
Maprounea e Tragia (1 sp. cada). Três espécies são endêmicas da Bahia (Croton imbricatus, Microstachys
uleana e Sebastiania catingae). Quatro são novas ocorrências para o estado (Acalypha multicaulis, Euphorbia
attastoma, E. setosa e Stillingia trapezoidea).


Abstract
Euphorbiaceae has a large representation in the semi-arid region of Brazil, and is considered one of the
families that characterize Caatinga. The aim of this study was to conduct a floristic survey of the family
Euphorbiaceae to Serra Geral of Licínio de Almeida including identification key, descriptions, comments
and illustrations. The area is located in Espinhaço Range and occupies a long area west of the municipality
of Licínio de Almeida. A number of 51 species distributed in 14 genera were collected: Croton (23 spp.),
Euphorbia (6 spp.), Microstachys (4 spp.), Manihot (3 spp.), Acalypha, Cnidoscolus, Dalechampia,
Sebastiania e Stillingia (2 spp. each), Alchornea, Astraea, Gymnanthes, Maprounea and Tragia (1 sp. each).
Three espécies are endemic to Bahia (Croton imbricatus, Microstachys uleana, Sebastiania catingae),
four are new records to the State (Acalypha multicaulis, Euphorbia attastoma, E. setosa, and Stillingia
trapezoidea).


Palavras-chave


Cadeia do Espinhaço, florística, morfologia, semiárido, taxonomia, Espinhaço Range, floristic, morphology, caatinga, taxonomy



Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.