O gênero Campomanesia (Myrtaceae) no estado do Paraná, Brasil

Duane Fernandes Lima, Renato Goldenberg, Marcos Sobral

Resumo


O gênero Campomanesia Ruiz & Pav. pode ser reconhecido pelo ovário 4–18–locular, com vários óvulos por lóculo, e parede locular glandular nos frutos maduros, que serve como um falso envoltório das sementes. Normalmente todos ou todos menos um óvulo abortam em cada lóculo. Apresenta pedúnculos unifloros, dicásios ou racemos, e os botões têm cálice desde aberto até completamente fechado. No estado do Paraná, o gênero apresenta 11 espécies (C. adamantium, C. aurea, C. eugenioides, C. guaviroba, C. guazumifolia, C. neriiflora, C. pubescens, C. reitziana, C. schlechtendaliana, C. sessiliflora, C. xanthocarpa), distribuídas por todos os tipos de vegetação. Campomanesia neriiflora teve seus frutos descritos pela primeira vez. Neste trabalho são apresentadas chave de identificação, descrições, ilustrações, dados sobre distribuição geográfica e lista de materiais selecionados para as espécies de Campomanesia do Paraná.

Palavras-chave


Brasil, flora, Myrteae, taxonomia

Texto completo:

PDF


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.