Flora vascular da Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi, Jundiaí, SP

Julio Antonio Lombardi, Carolina da Silva Carvalho, Leonardo Biral, Mariana Naomi Saka, Sean Miki Hieda

Resumo


Amostragem florística foi feita em áreas da Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi, Jundiaí, Estado de São Paulo, incluíndo fisionomias de floresta semidecídua montana, classificada como parte das formações da Mata Atlântica. Foram encontradas 661 espécies em 129 famílias, as dez fanerogâmicas mais diversas foram: Asteraceae (56 espécies), Fabaceae (37), Rubiaceae (29), Poaceae (25), Solanaceae (24), Cyperaceae (19), Euphorbiaceae (19), Orchidaceae (19), Melastomataceae (17), e Piperaceae (17). O acréscimo de 322 espécies adicionais compiladas de listagens florísticas suplementares eleva, para a Serra do Japi em geral, o número registrado a 976 espécies em 141 famílias. Comparada a outros levantamentos florísticos na Mata Atlântica, esses resultados demonstram a diversidade florística da área estudada e ressaltam o valor da preservação da vegetação nessa região altamente urbanizada.

Palavras-chave


Brasil, floresta semidecídua montana, florística, Mata Atlântica, plantas vasculares



Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.