Influência de variáveis limnológicas sobre a comunidade das macrófitas aquáticas em rios e lagoas da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais, Brasil

Sylvia Therese Meyer, Edivani Villaron Franceschinelli

Resumo


Plantas aquáticas e amostras de água foram coletadas em cinco lagoas e três rios na região da Cadeia do Espinhaço, entre dezembro de 2001 e agosto de 2003. Lagoas: Tanque da Fazenda, Comprida, Arame, Americana e Estivinha. Rios: Corrento, Taquaral e Preto. Foram medidas as seguintes variáveis: temperatura da água, transparência da coluna de água, pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio, demanda química de oxigênio, nitrogênio amoniacal, nitrogênio total, fósforo reativo solúvel e fosfato total. Nos ambientes lóticos os maiores valores de condutividade foram registrados para os rios Preto e Corrento e foram correlacionados ao aporte de nutrientes naturais. Considerando os ambientes lênticos, nas lagoas Americana e Estivinha foram verificados os maiores valores de condutividade elétrica e DQO. O maior valor de transparência foi observado na lagoa Tanque da Fazenda. Na ordenação das espécies, foi observada maior riqueza de macrófitas junto às lagoas Americana, Estivinha e Comprida, cujas correlações mais fortes foram com os valores de temperatura, pH e concentração de nitrogênio. A ordenação das formas biológicas sugeriu a presença de espécies flutuantes fixas nos ambientes mais ricos em nitrogênio e com temperaturas da água mais elevadas. Provavelmente, a diversidade de ambientes identificada neste estudo e as diferentes características físicas e químicas estão refletidas na composição florística e nas interações com o ecossistema.

Palavras-chave


áreas úmidas, qualidade da água, relações espécies ambiente.

Texto completo:

PDF


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.