Asteraceae Dumort nos campos rupestres do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil: Barnadesieae e Mutisieae

Gracineide Selma Santos de Almeida, Rita Maria de Carvalho-Okano, Jimi Naoki Nakajima

Resumo


O estudo das tribos Barnadesieae e Mutisieae é parte do levantamento florístico das espécies de Asteraceae nos campos rupestres do Parque Estadual do Itacolomi (PEI) em Minas Gerais, realizado através de coletas mensais no período de agosto de 2005 a agosto de 2007. Para as duas tribos foram identificadas 21 espécies pertencentes a seis gêneros: Dasyphyllum Kunth com quatro espécies e uma variedade; Chaptalia Vent.(quatro spp.), Gochnatia Kunth. (três spp.), Mutisia L.f. (uma spp.), Richterago Kuntze (seis spp.) e Trixis P. Br. (três spp.). Destas espécies, a maioria é restritaaos Campos Rupestres da Cadeia do Espinhaço ou áreas próximas com vegetação de transição, sendo quatro endêmicas de Minas Gerais. São apresentadas chaves de gêneros e espécies, descrições morfológicas, comentários taxonômicos, informações sobre a distribuição geográfica das espécies e ilustrações.

Asteraceae Dumort in the rocky fields of the Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brazil: Barnadesieae and Mutisieae

Abstract

The study of the tribes Barnadesieae and Mutisieae is part of the floristic inventory of Asteraceae species in the rocky fields (campos rupestres) of the Parque Estadual do Itacolomi (PEI) in Minas Gerais. The collections were carried out between in the period from August 2005 to August 2007. For the two tribes this study identified 21 species belonging to six generas: Dasyphyllum Kunth with four species and one variety; Chaptalia Vent. (four species), Gochnatia Kunth. (three species), Mutisia L.f. (one species), Richterago Kuntze (six species) and Trixis P. Br. (three species). Most of these species are restricted to the rocky fields of the Espinhaço Range or vegetated areas near the transition, being four endemic of the Minas Gerais states. Keys for the identification of genera and species, descriptions, taxonomic commentaries, information about the geographical distributions of species and illustrations are presented.



Palavras-chave


Asteraceae, Cadeia do Espinhaço, diversidade, florística, Minas Gerais, Espinhaço Range, diversity, floristic

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.