Estudos taxonômicos do gênero Calea (Asteraceae, Neurolaeneae) no estado da Bahia, Brasil

Nádia Roque

Resumo


Asteraceae é a maior família das angiospermas com ca. 24.000 espécies e 1600-1700 gêneros com distribuição cosmopolita. Calea L. contém aproximadamente 125 espécies que ocorrem em regiões tropicais e subtropicais do Novo Mundo, sendo que o maior número de espécies é registrado para o Brasil. O gênero é facilmente confundido com espécies de Aspilia e Wedelia. No entanto, Calea possui flores do raio pistiladas e pápus de páleas livres, enquanto em Aspilia as flores do raio são neutras e o pápus geralmente é aristado e Wedelia, por sua vez, possui flores do raio pistiladas e pápus coroniforme. O presente trabalho consiste no levantamento e estudo taxonômico das espécies de Calea no estado da Bahia. Para esse estudo, foram realizadas viagens de campo, além da análise de materiais depositados em herbários. No estudo realizado foram encontradas 10 espécies de Calea para o estado: C. angusta S.F. Blake, C. candolleana (Gardner) Baker, C. gardneriana Baker, C. harleyi H. Rob., C. microphylla (Gardner) Baker, C. morii H. Rob., C. pilosa Baker, C. pinheiroi H. Rob., C. purpurea G.M. Barroso e C. villosa Baker. As espécies diferenciam-se basicamente pelo arranjo da sinflorescência (número de capítulos e tamanho do pedúnculo), tipo de capítulo (radiado × discóide), receptáculo (paleáceo × epaleáceo), número de flores e tamanho das páleas do pápus. Dentre as espécies, C. angusta é restrita à vegetação arbustiva sobre dunas litorâneas (Bahia e Sergipe), C. candolleana é a espécie de maior distribuição geográfica no estado (BA, TO, GO, MG e PE), C. morii e C. pilosa são registradas apenas para o estado da Bahia. As demais espécies dividem sua distribuição entre os estados da Bahia, Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais: C. gardneriana e C. purpurea (BA, GO), C. microphylla (BA, DF, GO), C. harleyi e C. pinheiroi (BA e MG) e C. villosa (BA, GO, MG). Os resultados são apresentados por meio de chave de identificação, descrições, distribuição geográfica, comentários e ilustrações inéditas das espécies.

Palavras-chave


Compositae, Aliança Heliantheae, taxonomia

Texto completo:

PDF


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.