Asteraceae dos Campos Rupestres das Serras da Bocaina e de Carrancas, Minas Gerais, Brasil

Geovany Heitor Reis, Mariana Esteves Mansanares, Daniel Quedes Domingos, Leonardo Dias Meireles, Eduardo van den Berg

Resumo


Resumo
Este trabalho consiste no levantamento florístico de Asteraceae nos Campos Rupestres das Serras da Bocaina e
de Carrancas que estão localizadas no Planalto Alto Rio Grande, no sul de Minas Gerais, bem como uma análise
de similaridade florística com outras áreas serranas do Planalto Brasileiro. O levantamento florístico foi realizado
em 11 áreas localizadas nas Serras da Bocaina e de Carrancas. A similaridade florística foi realizada entre outras
17 áreas de Campos de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. Neste levantamento florístico, a família
apresentou 117 espécies, distribuídas em 43 gêneros pertencentes a 14 tribos. Os gêneros que têm maior riqueza
de espécies são Baccharis (14), Lessingianthus (10), Mikania (8) e Chromolaena (8). As Serras da Bocaina e
de Carrancas apresentaram maior similaridade florística com a Serra da Canastra, Serra de São José e Toca dos
Urubus, enquanto a menor similaridade apresentada foi com a Serra dos Órgãos. Não houve correlação significativa
em relação à similaridade florística e a distância geográfica entre as áreas analisadas. As relações na composição
florística entre os grupos formados provavelmente estão relacionadas com aspectos geomorfológicos, edáficos,
climáticos, além da influência vegetacional dos domínios fitogeográficos onde estes campos estão inseridos.
Palavras-chave: Cerrado, afloramento rochoso, espécies endêmicas, similaridade florística


Abstract
This work reports on a floristic survey of Asteraceae in rocky outcrop grasslands on the Bocaina and Carrancas mountain
range, located in the Upper Rio Grande highlands, southern Minas Gerais State, as well as on an analysis of floristic
similarity between mountainous areas of Brazilian Plateau. The floristic survey was carried out in 11 areas on the
Bocaina and Carrancas mountain range. The floristic similarity was carried out between 17 other grasslands of Minas
Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro and Bahia. In this floristic survey, the family showed 117 species, 43 genera and 14
tribes. The richest genera were Baccharis (14), Lessingianthus (10), Mikania (8) and Chromolaena (8). The mountain
range of Bocaina and Carrancas showed highest floristic similarity with the mountain range of Canastra, mountain
range of São José and Toca dos Urubus, while the lowest similarity were with the mountain range of Órgãos. There
was no significant correlation in relation to floristic similarity and geographical distance between the areas analyzed.
The relationships in floristic composition between the groups formed are probably related to geomorphological,
edaphic, climatic, vegetation beyond the influence of phytogeographic domains where these grasslands are located.
Key words: Cerrado, rocky outcrop, endemic species, floristic similarity


Palavras-chave


Cerrado; afloramento rochoso; espécies endêmicas; similaridade florística

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.