Aechmea e gêneros relacionados (Bromelioideae, Bromeliaceae) no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Rio de Janeiro, Brasil

Beatriz Neves, Fernando Pérez Uribbe, Suara Souza Almeida Jacques, Bruno Paixão-Souza, Ricardo Loyola de Moura, Ana Angélica Monteiro de Barros, Andrea Ferreira da Costa

Resumo


O Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO) constitui um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro. Bromeliaceae possui neste bioma um dos seus principais centros de diversidade, com 31 gêneros e 803 espécies, sendo mais de 500 pertencentes à subfamília Bromelioideae. Como parte do projeto Bromeliaceae organensis desenvolvido no Departamento de Botânica do Museu Nacional- UFRJ, o presente trabalho buscou inventariar as espécies de Aechmea, Billbergia, Hohenbergia e
Quesnelia no PARNASO, fornecendo a descrição morfológica das espécies e uma chave para identificação, além de dados sobre sua distribuição, geral e dentro do parque. O estudo taxonômico foi realizado através da análise de material herborizado, coletas e observações de campo. Foram encontradas no parque: seis espécies de Aechmea, cinco de Billbergia, uma de Hohenbergia e quatro de Quesnelia. Apesar de bem representado em número de espécies na unidade de conservação, Billbergia conta com poucos registros nos herbários, sendo quatro de suas espécies referenciadas por um ou poucos indivíduos nas coleções. A localidade guarda ainda populações de espécies endêmicas do estado do Rio de Janeiro, como A. wellbachii, A. fasciata, Q.
lateralis e Q. edmundoi var. edmundoi.

Abstract

The Serra dos Órgãos National Park (PARNASO) constitutes one of the largest remnants of the Brazilian rainforest in Rio de Janeiro state. In this biome, Bromeliaceae has one of its main centers of diversity, with 31 genera and 803 species, being more than 500 belonging to the subfamily Bromelioideae. As a part of the
project Bromeliaceae organensis in development in the Departament of Botany of the Museu Nacional- UFRJ, the present work aims to inventory the species of Aechmea, Billbergia, Hohenbergia and Quesnelia on PARNASO, providing the morphological description of the species and an identification key, in addition to data about its distribution, general and inside the park. The taxonomic study was carried on through the analysis of the dried specimens, collections and field observations. Six species of Aechmea, five of Billbergia, one of Hohenbergia and four of Quesnelia, were revealed. Although well represented in number of species, Billbergia counts with a poor number of herbarium records, with four of them referenced by one or little more individuals in the collections. The locality also houses populations of endemic species of Rio de Janeiro state, like A. wellbachii, A. fasciata, Q. lateralis and Q. edmundoi var. edmundoi.


Palavras-chave


Aechmea, Billbergia, Floresta atlântica brasileira, Hohenbergia, Quesnelia, Brazilian atlantic rainforest

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.