Relação entre a vegetação e as propriedades do solo em áreas de campo limpo úmido no Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí, Brasil

Maura Rejane de Araújo Mendes, Cássia Beatriz Rodrigues Munhoz, Manoel Cláudio da Silva Júnior, Antonio Alberto Jorge Farias Castro

Resumo


Resumo

O objetivo desse estudo foi avaliar a estrutura da camada herbáceo-subarbustiva em comunidades de campo limpo no Parque Nacional de Sete Cidades localizado no Piauí, e a sua relação com as variáveis edáficas e espaciais das áreas. A amostragem da vegetação foi realizada no final da estação chuvosa/início da seca, através do método de interseção na linha, para determinar a composição e a cobertura linear das espécies. Dezessete linhas de 10 m, subdivididas em seções de 1 m, foram distribuídas em seis áreas distintas. Amostras de solo (0–20 cm) foram coletadas para análises químicas e texturais. Foram amostrados 71 táxons relacionados a 46 gêneros e 25 famílias. A análise de correspondência canônica (CCA) separou as linhas amostradas em três grupos, associados as propriedades texturais e químicas do solos, que coincidiram com as áreas mais similares. O procedimento de permutação com múltiplas respostas (MRPP) detectou diferenças significativas entre os grupos da CCA. As variáveis ambientais mais fortemente correlacionadas foram Cu, Fe, saturação de alumínio, silte, Zn, saturação de bases e areia, explicando 37,9% da variação dos dados. A distância espacial entre as linhas foi responsável por 16,8% da variação explicada. A distribuição dos campos úmidos no Parque parece estar determinada pelos gradientes de textura e fertilidade dos solos.

Palavras-chave: cerrado, estrato herbáceo, método de interseção na linha, variáveis ambientais.


Vegetation and soil relationship in moist grassland in the National Park of Sete Cidades, Piauí, Brazil

Abstract

Variations in soil proprieties seem to determine the spatial distribution of plant communities in the moist grassland. The aim of this study was to evaluate the relationship between the floristic composition and structure of the herbaceous-subshrub layer and soil and spatial variables in grassland communities in the National Park of Sete Cidades, Piauí, Brazil. The composition and linear coverage of the species were assessed by the line- intercept method. A total of 17 lines of 10 m, subdivided in sections of 1 m, were distributed into six distinct areas. Soil samples were collected for chemical and textural analysis. We sampled 71 taxa in 46 genera and 25 families. Through canonical correspondence analysis (CCA) the lines sampled were separated into three groups, associated with the textural and chemical soil properties, which coincided with the most similar sites. The multi-response permutation procedures (MRPP) found significant differences between groups of the CCA. The environmental variables most strongly correlated were Cu, Fe, aluminum saturation, silt, Zn, base saturation and sand, accounting for 37.9% of data variation. The spatial distance between the lines accounted for 16.8% of the explained variance. The distribution of the wet grasslands in the park seems to be determined by texture and soil fertility gradients.

Key words: cerrado, herbaceous layer, line-intercept method, environmental variables

Palavras-chave


cerrado, estrato herbáceo, método de interseção na linha, variáveis ambientais, herbaceous layer, line-intercept method, environmental variables



Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.