Ficus (Moraceae) da Serra da Mantiqueira, Brasil

Gisela Pelissari, Sergio Romaniuc Neto

Resumo


Resumo

A Serra da Mantiqueira, localizada na Região Sudeste do Brasil, encontra-se entre os biomas Mata Atlântica e Cerrado, se estendendo pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Sua maior porção está no estado de Minas Gerais e a menor no Espírito Santo, na Serra do Caparaó. Ficus L. é o maior gênero da família Moraceae, com aproximadamente 800 espécies distribuídas na região tropical, incluindo espécies arbustivas, arbóreas, hemiepífitas e trepadeiras. As características mais marcantes do gênero são a inflorescência do tipo sicônio e a polinização por vespas. Para este estudo foram examinados materiais depositados em coleções científicas, além de coletas e observações das populações na natureza. Foram encontradas 25 espécies de Ficus, sendo 17 nativas e oito exóticas. São apresentadas descrições, observações sobre fenologia, distribuição geográfica, conservação, comentários taxonômicos e ilustrações. São descritas e ilustradas nesse trabalho as espécies nativas, dentre as quais seis encontram-se em perigo, devido à fragmentação do habitat e interferência antrópica.

 

Ficus (Moraceae) from Serra da Mantiqueira, Brazil

Abstract

Serra da Mantiqueira is a mountain chain located in southeastern Brazil. It is located between the Atlantic Forest and Cerrado biomes, extending to four states in the region, with its major portion in the state of Minas Gerais and the minor one within Espírito Santo State, in Serra do Caparaó. Ficus L. is the largest genus of the family Moraceae, with approximately 800 species distributed in tropical regions, including shrubs, trees, hemiepiphytes and vines. The most striking features are the syconium inflorescence and pollination by wasps. For this study we examined materials deposited in scientific collections, as well as field trips, and observations of populations in nature. We found 25 species of Ficus, being 17 native and eight exotic. Descriptions, comments on phenology and geographic distribution, conservation, taxonomic comments and illustrations are presented. Native species are described here, of which six are considered endangered due to habitat fragmentation and anthropogenic interference.


Palavras-chave


conservação, subg. Pharmacosycea, subg. Urostigma, Sudeste, taxonomia, conservation, subgenus Pharmacosycea, subgenus Urostigma, Southeast, taxonomy

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.