Cyanobacteria de pesqueiros da região metropolitana de São Paulo, Brasil

Edna Ferreira Rosini, Andréa Tucci, Célia Leite Sant'Anna

Resumo


Resumo

As cianobactérias estão amplamente distribuídas em ambientes eutrofizados, onde comumente podem formar florações tóxicas, como em pesqueiros. O objetivo desse estudo foi avaliar a biodiversidade de cianobactérias em dez pesqueiros da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). As amostras foram coletadas na subsuperfície, através de arrasto horizontal com rede de plâncton, em dois períodos: setembro/outubro de 2001 e fevereiro/março de 2002, totalizando 20 amostras. As amostras foram preservadas em formol a 4–5% e estudadas ao microscópio fotônico. Foram identificadas 23 espécies de cianobactérias pertencentes a cinco ordens, sete famílias e 15 gêneros. Synechococcales foi a ordem com maior riqueza de espécies (8), seguida por Chroococcales (6), Pseudanabaenales (5), Oscillatoriales (2) e Nostocales (2). Aphanocapsa Nägeli e Microcystis Kützing ex Lemmermann foram os gêneros mais representativos, com cinco e quatro táxons respectivamente. Dos 23 táxons identificados, 22% foram considerados frequentes, 35% pouco frequentes e 43% raros. Aphanocapsa annulata G.B. McGregor, Aphanocapsa delicatissima W. West & G.S. West, Aphanocapsa incerta (Lemmermann) Cronberg & Komarek, Aphanocapsa holsatica (Lemmermann) Cronberg & Komarek e Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing estiveram presentes em sete pesqueiros Esta é a primeira citação de Aphanocapsa annulata para o estado de São Paulo.

Cyanobacteria from fishing ponds in the Metropolitan Region of São Paulo, Brazil

Abstract

Cyanobacteria are widely distributed in eutrophic environments, such as fishing ponds, where they can generally form toxic blooms. The objective of this study was to assess the biodiversity of the Cyanobacteria in ten fishing ponds in São Paulo Metropolitan Region (RMSP). The samples were collected from the sub-surface, horizontally towed with a plankton net, in two periods: September/October 2001 and February/March 2002. The samples were preserved in formaline:seawater at 4–5%, and studied under a photonic microscope. Twenty-three species of cyanobacteria belonging to five orders, seven families and 15 genera, were identified. The richest order was Synechococcales (8 species), followed by Chroococcales (6 species), Pseudanabaenales (5 species), Oscillatoriales (2 species) and Nostocales (2 species). Aphanocapsa Nägeli and Microcystis Kützing ex Lemmermann were the most representative genera, with five and four taxa respectively. 22% of the total were considered frequent species, 35% infrequent species, and 43% rare species. Aphanocapsa annulata G.B. McGregor, Aphanocapsa delicatissima W. West & G.S. West, Aphanocapsa incerta (Lemmermann) Cronberg & Komarek, Aphanocapsa holsatica (Lemmermann) Cronberg & Komarek and Microcystis aeruginosa (Kützing) Kützing occurred in seven fishing ponds. This is the first citation of Aphanocapsa annulata for the state of São Paulo.

 

Palavras-chave


biodiversidade, Chroococcales, eutrofização, taxonomia, biodiversity, eutrophication, taxonomy

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.