Espécies raras e comuns de Myrtaceae da Floresta Estacional Decidual de Santa Catarina, Brasil

Cláudia Fontana, André Luís de Gasper, Lúcia Sevegnani

Resumo


Objetivou-se avaliar as espécies arbóreas raras e comuns da família Myrtaceae amostradas pelo Inventário Florístico Florestal de Santa Catarina na Floresta Estacional Decidual. Esta floresta ocorre ao longo do rio Uruguai e afluentes, sob baixas temperaturas no inverno e chuvas bem distribuídas ao longo do ano, com árvores do dossel e emergentes predominantemente caducifólias. Coletaram-se dados em 78 unidades amostrais com 0,40 ha cada, registrando-se árvores com diâmetro na altura do peito ≥ 10 cm. Utilizou-se a metodologia Rabinowitz para segregar as espécies em raras ou comuns, considerando três variáveis: distribuição geográfica, especificidade por habitat e tamanho populacional. Das 28 espécies amostradas, 78,57% (22 spp.) apresentaram alguma forma de raridade e 21,43% (6 spp.) foram comuns. As espécies de Myrtaceae na Floresta Estacional Decidual são, em geral, amplamente distribuídas, mas seletivas quanto ao habitat e possuem poucos indivíduos. Destacam-se três espécies consideradas raras na floresta avaliada: Eugenia subterminalis, Myrcianthes gigantea e Siphoneugena reitzii com um indivíduo cada. Campomanesia xanthocarpa foi a espécie mais comum. Todas as espécies avaliadas são zoocóricas e podem ser utilizadas em restauração ambiental.

 

Rare and common Myrtaceae species in Santa Catarina Seasonal Deciduous forest, Brazil

Abstract

We surveyed the common and rare species of Myrtaceae that were sampled in the Santa Catarina Forest Floristic Inventory of the Seasonal Deciduous Forest. This forest runs along the Uruguay River and its tributaries, with cold winters and rainfall distributed throughout the year, and a mostly deciduous and emergent canopy. We collected data in 78 sample units, each with an area of 0.40 ha, and recorded trees ≥ 10 cm diameter at breast height. We used Rabinowitz methodology to separate common and rare species, based on three variables: geographic distribution, habitat and population size. Of the 28 species sampled, 78.57% (22 spp.) were rare and 21.43% (6 spp.) were common. Myrtaceae species in the Seasonal Deciduous Forest are generally widely distributed, but are selective in relation to habitat and low in abundance. It is important to note that three species were considered rare in this forest: Eugenia subterminalis DC., Myrcianthes gigantea (D.Legrand) D.Legrand and Siphoneugena reitzii D.Legrand with one individual each. Campomanesia xanthocarpa (Mart.) O.Berg was the most common species. All species are dispersed by animals and can be used in habitat restoration.


Palavras-chave


domínio Mata Atlântica, análise de raridade, conservação, Atlantic Forest domain, rarity analysis, conservation

Texto completo:

PDF (artigo / paper)


Esta publicação é filiada à ABEC

Licença Creative Commons
Rodriguésia - Revista do Jardim Botânico do Rio de Janeiro is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported License.
A licença se aplica a todos os trabalhos disponíveis no site rodriguesia.jbrj.gov.br.